Publicado por: giselepelisoli | 11/09/2009

Trekking em Kashmir parte 2

Então, nós acordamos cedo e levantamos acampamento. Esse seria o ultimo trajeto obrigatório do trekking, para chegar no ponto fixo do acampamento: em frente a montanha Harmuk. Graças a Deus eu acordei bem, conseguindo respirar normal. Dessa vez eu consegui fazer todo o trajeto sozinha, sem auxilio do cavalo! E é bem melhor ir a pé, porque você curte mais… tem a vista, tem as ovelhinhas, para para tirar foto…

Fazendo trekking com minhas proprias pernas, e atravessando uma ponte improvisada

Fazendo trekking com minhas proprias pernas, e atravessando uma ponte improvisada

Bom, um dos motivos para eu conseguir ir com as minhas próprias pernas era a distancia ser mais curta (4 horas apenas) e não ser tão ingrime. Mas o que importa é que eu consegui e fiquei muito orgulhosa de mim 🙂

O lugar que acampamos ( e ficaríamos por 3 noites) era lindo: na beira do lago, ao pé da montanha

Acampamento

Acampamento

Para resumir um pouco a história… Nesses dias nos descansamos bastante, caminhamos em volta para descobrir a vista, pescamos (aprendi a pescar sem vara – só com a isca e a linha!) perseguimos ovelhas – elas chegavam muito perto da nossa barraca! Jogamos carta, comemos muuuuuuuito, descansamos mais um pouco….

Lagarteando no sol...

Lagarteando no sol...

Cascata - explorando a regiao

Cascata - explorando a regiao

Olha a distancia que as ovelhas chegavam...

Olha a distancia que as ovelhas chegavam...

Perseguindo ovelhinhas...

Perseguindo ovelhinhas...

Peguei!!!

Peguei!!!

Pescando sem vara

Pescando sem vara

E teve um dos dias que nos fizemos trekking ate um lago maior, também muito bonito… Foi para olhar a vista e pescar… E depois retornar para o acampamento…

Olha pela sombra o quao alto eu subi...

Olha pela sombra o quao alto eu subi...

Novas paisagens

Novas paisagens

Estou descalca na neve!

Estou descalca na neve!

100_8821

Vamos ver peculiaridades… Durante o dia era bem quente (eu andava sempre de manga curta, só colocava casaco quando começava a escurecer) e de noite era congelante! Eu dormia com 2 calças, camiseta de manga curta + camiseta de manga comprida + casaco + poncho, dentro do saco de dormir e com o cobertor por cima. E só dormia mesmo quando o guia trazia a bolsa de agua quente para colocar nos pés… Uma das noites, quando já estávamos no caminho de volta nos fizemos fogueira para nos esquentar

Nos esquentando....

Nos esquentando....

Ah, e mesmo que durante o dia fosse quente, o lago que estávamos perto era congelante!!! Mesmo assim, em um dos dias (o quarto, se eu não me engano) eu coloquei o pé na agua e não pareceu tão frio, então eu resolvi entrar para tomar um banho propriamente dito – até então era sem entrar na agua… molhava só o que precisava mesmo lavar… Bom, até hoje eu não decidi se essa foi uma decisão que prova que eu sou muito corajosa, ou muito burra!!! E a querida da minha amiga bateu foto para registrar. Meu, mesmo estando um pouco mais quente me doeu ate os ossos!!!

Banho....

Banho....

Depois que eu terminei meu banho, vesti todas as roupas que eu tinha e me enfiei em baixo de 3 cobertores, tomando sol… e acho que levou umas 2 horas para eu voltar a sentir as minhas pernas, e mais uma hora para a minha temperatura estar normal…

Acho que foram esses os highlights do meu trekking. Depois de 3 noites de acampamento, começamos o caminho de volta, com uma parada no caminho e o ultimo dia montanha abaixo. E eu consegui de novo!!! Eba, fiz o trajeto sem precisar ir de cavalo!!!! Mas descer é um pouquinho mais complicado porque é mais fácil escorregar. Você tem que forçar bem os pés no chão. E eu, como estava com um sapato que era um pouquinho maior que o meu numero, enchi os pés de bolhas – 6 em cada…

Eu sei, pode não ter soado tão legal, mas eu me diverti muuuuuuuuuuuito!!!! Acho que foi a melhor viagem que fiz até hoje, o lugar mais lindo que já vi!

Grupo do acampamento: duas turistas e 5 carinhas para nos cuidar....

Grupo do acampamento: duas turistas e 5 carinhas para nos cuidar....

Anúncios

Responses

  1. Oi Gisele, tbém sou gaucha e estou morando com meu marido e filhos em Bangalore, sul da India. Achei teu blog porque recebo os mails do Entrevistando Expatriados. Também mantenho um blog, com as experiencias que temos passado. Devemos passar uns dois anos por aqui, eentre outros planos pretendemos visitar a Caxemira, do mesmo jeito que fizeste. Será que poderia me informar qual agencia usastes? Me parece que vcs tiveram bastante diversão e que no geral tudo correu bem, e aqui neste pais as referencias sempre são importantes! Se algum dia quiseres vir a Bangalore, nos avise, temos uma casa grande e algumas histórias pra contar… Um abraço, e tudo de bom.
    Giliane.

    • Oi Giliane!
      Muito obrigada pelo convite! Quando eu for para o Sul, entro em contato sim! E se você vier para cá, me avisa que eu te mostro a cidade!
      Quando eu fui para Caxemira eu não usei agênca… fui na cara e na coragem mesmo, com a mala em baixo de um braço e o guia (lonely planet – mt bom por sinal) em baixo do outro. Acho que dei sorte, por que sim, deu tudo certo… Em Srinagar em fiquei em uma das houseboats, a Yellow Submarine. o filho dos donos é guia, e foi ele que nos levou para as montanhas… o e-mail eu não estou lembrada, mas tenho o facebook dele: http://www.facebook.com/profile.php?id=1425931939&ref=ts#/profile.php?id=1425931939&v=info&ref=ts Diz que eu te indiquei, ele vai ficar super feliz!

      • obrigada, não havia visto a resposta ainda, meu e-mail é gilianebc@hotmail.com se quiser manter contato!
        Abraço.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: